Festival no Dragão

O Sporting é uma equipa! Traído muitas vezes pela falta de conhecimento e de experiência de / do jogo dos seus centrais. Mais uma vez, três, quatro bolas que o adversário recebe nas costas em situação de criar algo. Patrício defendeu uma. Deu golo na segunda e penalty na terceira. Fora as outras que entraram mas direccionadas para o corredor lateral. Mas, uma equipa. Os jogadores movem-se juntos. Bloco compacto. Atacam e defendem próximos.
Tudo o que o FC Porto não é. Dez jogadores soltos no campo esperando que o fabuloso Jackson consiga disfarçar a pobreza que é o colectivo azul e branco. 
“Saí para dar oportunidade aos adeptos do FC Porto apreciarem outro tipo de futebol” Vitor Pereira. 
Espera-se que agora os noventa porcento que nunca perceberam porque Vitor Pereira foi sempre aqui tido como um treinador de nível  mundial comecem finalmente a tentar entender um pouco o jogo. Vai acontecer igual em Lisboa quando Jesus decidir partir. Fica o aviso.
Jogo absolutamente perfeito de William. Sempre a sair com qualidade. Construindo e dando início à criação. Simplicidade a queimar linhas. A par de Nani é o cérebro que guia a equipa. Sem pressa, sem ansia. Esperando sempre pelo melhor.
O que mais impressiona em Nani não é sequer aquela classe que nunca se esgota, a capacidade de finalização, de criação ou construção ao alcance de muito poucos no futebol mundial. Não foi o golo, ou o passe a rasgar para Slimani. É na forma como temporiza, chama a si todos os adversários, prende, sempre com a confiança de que todos serão insuficientes. Maravilhoso o porto de abrigo da posse do Sporting. Há um lance aos 48 (se não me engano) que atrai quatro jogadores do FC Porto e faz a bola chegar ao corredor esquerdo já com o adversário totalmente desequilibrado. Cada acção que tem no jogo difere-o de todos os outros. Desde Pablo Aimar ao seu melhor nível que em Portugal não havia um jogador de nível tão mundial como o português. Oito anos a lutar por Ligas dos Campeões, agora interrompidos por um a contornar pinos numa Liga sem nível para si. Nem mesmo no palco mais complicado de todos. O dragão. Com Nani o Sporting, não sendo favorito é candidato a tudo em Portugal.
Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 3630 artigos
Pedro Bouças - Criador do "Lateral Esquerdo", tendo sido como Treinador Principal, Campeão Nacional Português (2x), vencedor da Taça de Portugal (2x), e da Supertaça de Futebol Feminino, em três anos de futebol feminino. Treinador vencedor do Galardão de Mérito José Maria Pedroto - Treinador do ano para a ANTF (Associação Nacional de Treinadores de Futebol), e nomeado para as Quinas de Ouro (Prémio da Federação Portuguesa de Futebol), como melhor Treinador português no Futebol Feminino. Experiência como Professor de Futebol no Estádio Universitário de Lisboa, palestrante em diversas Universidades de Desporto, Cursos de Treinador e entidades creditadas pelo Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ). Autor do livro "Construir uma Equipa Campeã" da PrimeBooks. Analista de futebol na TV e no Jornal Record.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*