Novas ideias ou interpretação diferente / errada de jogadores diferentes?

Desde sempre que uma das marcas mais acentuadas de Jorge Jesus é o posicionamento defensivo em função da situação de jogo.
Na transição defensiva, com três atrás da linha da bola, a habitual contenção e dupla cobertura. Tal como sugerido na imagem seguinte.

Porém, a decisão de William foi diferente daquilo que Jesus costuma pedir no seu modelo.

Quando chegou à linha da contenção travou e não deu cobertura, mantendo o defesa central esquerdo o acompanhamento individual ao avançado adversário. E bem! Perante o mau posicionamento de William (que devia ter baixado e ficado na diagonal com contenção em cobertura), se não há o tal acompanhamento individual, a bola iria passar entre o médio centro leonino e o seu colega na contenção e isolaria o avançado do Rio Ave!
Todos os treinadores têm as suas ideias, mas são sempre os jogadores que jogam o jogo. São sempre os jogadores quem tem o maior mérito ou demérito. Porque não basta pedir e treinar para as coisas acontecerem. É preciso haver qualidade.
Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 3011 artigos

Criador do “Lateral Esquerdo”, tendo sido como Treinador Principal, Campeão Nacional Português (2x), vencedor da Taça de Portugal (2x), e da Supertaça de Futebol Feminino, em três anos de futebol feminino. Treinador vencedor do Galardão de Mérito José Maria Pedroto – Treinador do ano para a ANTF (Associação Nacional de Treinadores de Futebol), e nomeado para as Quinas de Ouro (Prémio da Federação Portuguesa de Futebol), como melhor Treinador português no Futebol Feminino.

Experiência como Professor de Futebol no Estádio Universitário de Lisboa, palestrante em diversas Universidades de Desporto, e entidades creditadas pelo Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ).

Autor do livro “Construir uma Equipa Campeã” da PrimeBooks.

Analista de futebol na TV e no Jornal Record.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*