Aprender com os jogadores

Um exercício tão masoquista quanto encontrar uma agulha num palheiro é perceber a inteligência que reina em Barcelona. Mas, mais difícil do que isso é entender o que se pode aprender com o que os jogadores de lá fazem. Então, por que raio, numa equipa de posse, Iniesta recupera a bola e não guarda? As vezes guarda, as vezes acelera. Por vezes dribla, por vezes conduz, outras vezes solta. Não há padrão. Ou será que há, e não nos apercebemos? 

Nem posse, nem transições. Decisões. Contexto. É assim que os melhores jogam o jogo. Não decoram. Entendem. Vai curto, e vai longo. Segura ou solta. Tudo consoante a situação de jogo. É esta a lição que Iniesta me deu, onde Xavi (o melhor decisor da história do jogo) foi rei. 
Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 3013 artigos

Criador do “Lateral Esquerdo”, tendo sido como Treinador Principal, Campeão Nacional Português (2x), vencedor da Taça de Portugal (2x), e da Supertaça de Futebol Feminino, em três anos de futebol feminino. Treinador vencedor do Galardão de Mérito José Maria Pedroto – Treinador do ano para a ANTF (Associação Nacional de Treinadores de Futebol), e nomeado para as Quinas de Ouro (Prémio da Federação Portuguesa de Futebol), como melhor Treinador português no Futebol Feminino.

Experiência como Professor de Futebol no Estádio Universitário de Lisboa, palestrante em diversas Universidades de Desporto, e entidades creditadas pelo Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ).

Autor do livro “Construir uma Equipa Campeã” da PrimeBooks.

Analista de futebol na TV e no Jornal Record.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*