Central sai, laterais baixam e juntam. Golo do Tondela na Luz.

Chegou ao golo na Luz em transição o Tondela, pela dificuldade que o Benfica demonstrou a defender as situações com poucos elementos atrás da linha da bola.

Lindelof poderia ter recuado mais um / dois metros antes de decidir travar para sair ao portador, tal garantiria melhor controlo da profundidade e colocaria Ederson na situação de jogo. Não é, porém, esse o principal erro de posicionamento. Nélson Semedo não demonstrou perceber o que estava a acontecer. Naquela situação era óbvio que o central teria que sair e portanto teria sempre que baixar para as costas de Lindelof e mais dentro, tal como Jardel se preparava para fazer. Fazendo-o convidava ao passe pelo lado de fora e teria tempo para sair na contenção colocando-se entre bola e baliza.

Repare na imagem pela linguagem corporal de Semedo como nem havia intenção de adaptar o posicionamento à situação de jogo. Apenas quando saiu o passe Nélson percebeu o que estava a acontecer
Menos forte no pormenor e menos capaz de controlar as situações de jogo a versão 2015 / 2016 do SL Benfica. Ainda assim, na liderança e com percurso importante na Liga dos Campeões.

Rodrigo Castro
Sobre Rodrigo Castro 217 artigos
Rodrigo Castro, um dos fundadores do Lateral Esquerdo. Licenciado em Ed física e desporto, com especialização em treino de desportos colectivos, pôs graduação em reabilitação cardíaca e em marketing do desporto, em Portugal com percurso ligado ao ensino básico e secundario, treino de futsal, futebol e basquetebol, experiência como director técnico de uma Academia. Desde 2013 em Londres onde desempenhou as funções de personal trainer ligado à reabilitação e rendimento de atletas. Treinador UEFA A.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*