O muro inglês

Harry Maguire, é um dos destaques do Mundial.

O defesa central do Leicester, é o central mais à esquerda do trio de defesas da selecção inglesa, e para além de impressionar por uma estampa física incrível, que o ajuda a vencer todos os duelos no ar, e ser protagonista nos momentos defensivos e até nas bolas paradas ofensivas, demonstra uma paciência e critério com bola incomum nos típicos centrais ingleses.

Paciente em posse, sabe esperar sem se precipitar, liga o jogo ofensivamente para os espaços mais ofensivos em passe, mas também reconhece momento para progredir para ir fixar oposição.

É por ora um dos defesas centrais candidatos a figurar no melhor onze do torneio, e a uma transferência milionária pós mundial.

 

Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 3356 artigos
Criador do "Lateral Esquerdo", tendo sido como Treinador Principal, Campeão Nacional Português (2x), vencedor da Taça de Portugal (2x), e da Supertaça de Futebol Feminino, em três anos de futebol feminino. Treinador vencedor do Galardão de Mérito José Maria Pedroto - Treinador do ano para a ANTF (Associação Nacional de Treinadores de Futebol), e nomeado para as Quinas de Ouro (Prémio da Federação Portuguesa de Futebol), como melhor Treinador português no Futebol Feminino. Experiência como Professor de Futebol no Estádio Universitário de Lisboa, palestrante em diversas Universidades de Desporto, e entidades creditadas pelo Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ). Autor do livro "Construir uma Equipa Campeã" da PrimeBooks. Analista de futebol na TV e no Jornal Record.

7 Comentários

  1. A sério?!
    Calma “pesadona” é enervante.
    Estranho ainda não ter apanhado de frente ou a fugir nas costas. Mérito coletivo. Mas quero ver quando isso chegar.

  2. O Maguire no ano passado jogou no Hull do Marco Silva e foi transferido por 13M de euros (transfermark). agora não o compram por menos de 50.

    Acho que o que destaca a Inglaterra neste mundial é a qualidade da última linha com bola. Maguire, Stones e Walker, com características distintas, dão muito à equipa.

    • A melhor parte desta saída a três com esses três é que o Henderson fica liberado de tentar construir o que quer que seja.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*