Os perigos “lançados” pelo Santa Clara

Os pormenores fazem toda a diferença. Estes são um veículo prioritário para o sucesso, assim, inserimos os lançamentos de linha lateral como meio importante para alcançar o objetivo.

É através deles que o Santa Clara tem proporcionado várias ocasiões de golo. Coloca uma média de 4 jogadores na área com 2 na entrada desta. Estes 4 elementos arrancam em linha para uma maleável decomposição num triângulo + 1, com o jogador excedentário a situar-se na zona do 2º poste. A primeira bola é geralmente disputada pelo jogador mais próximo do lançador, cabendo aos outros vértices do triângulo o ganho da 2ª bola.

Na disputa dessa primeira bola, o jogador ou disfere o cabeceamento para a baliza ou simplesmente “penteia” a bola para situação mais vantajosas dos colegas. Mérito para os lançadores (de ambos os lados) que têm a capacidade de fazer a bola chegar longe com precisão.

A equipa açoriana vem patenteando a importância dos lançamentos, fazendo mossa e perspetiva-se que não seja só amostra.

Precaução, adversários, precaução.

 

 

Cruijff
Sobre Cruijff 16 artigos
Leandro Monteiro, desde muito novo é aficionado pelo estudo do futebol, fazendo-o enveredar por uma formação superior em Ciências do Desporto, indagando mais sobre a modalidade. Durante a realização do mestrado, juntou-se ao plantel profissional dos seniores do Sporting Clube da Covilhã, onde esteve a trabalhar durante sete anos. Neste, aliava a coordenação do scouting, com a preparação física, a observação dos adversários e da própria equipa, sendo treinador principal dos juniores e equipa sénior B. Deste percurso destaca-se o facto de na equipa B, ter sido o treinador mais novo campeão de Portugal em seniores, aquando da conquista do Campeonato Distrital. Alcançando na época seguinte a subida aos campeonatos nacionais, pelos juniores. Atualmente é analista de futebol. Contato: leandrocgmonteiro@gmail.com

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*