A marca de Abel nos golos do PAOK contra o Ajax

Pep Guardiola costuma afirmar com grande acerto de que sem os jogadores os treinadores não são ninguém. Tal é absolutamente verdade. Nenhum treinador sem ter ao seu dispor matéria prima condizente com os objectivos a que o seu clube se propõe conseguirá operar milagres.

Mas, tal não iliba a responsabilidade que há sempre de apresentar trabalho de casa. E se quando os melhores estão ao dispor, tantas vezes se trata de uma questão de gestão e encaixar as peças num modelo que também os satisfaça, quando tal não acontece mais rigorosa tem de ser a intervenção do treinador.

O Ajax que encantou a Europa na temporada passada, e que cilindrou Real em Madrid e Juventus em Turim deslocou-se a Salonica para defrontar uma equipa que alinhou de início com Fernando Varela (Ex Estoril, Rio Maior, Trofense e Feirense), Anderson Esiti (Ex Leixões e Setúbal), e Dmitris Pelkas (Ex Vitória de Setúbal), numa eliminatória em que o sorteio foi uma valente fava para o PAOK de Abel.

Quando o desnível é tão gritante, mais importa o trabalho de casa. E se como esperado os gregos ficam em dificuldades na eliminatória, não se pode deixar de notar a forma como chegaram aos seus golos (resultado final de 2 a 2), com bastante do que é o trabalho de casa de um treinador.

A bola parada com aclaramento de espaços, aproveitando o método defensivo do Ajax para abrir um clarão em plena grande área dos holandeses onde apareceu um outro movimento, e o ataque posicional que atraiu pressão e explorou o espaço entre sectores holandês com a presença interior dos alas, saindo o PAOK para um ataque em igualdade numérica com espaço para jogar.


MAIS CONTEÚDOS EXCLUSIVOS  na página de patronos deste projecto. Recordamos que 1 dollar mês será desde logo uma grande ajuda, e suficiente para poder ver tudo o que é por nós produzido

Atropelo à velocidade de Rafa – O lado Táctico da Supertaça (aqui)
Adel Taarabt – Nunca apenas porque sim (aqui)
Um Real problema (aqui)

Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 3659 artigos
Pedro Bouças - Licenciado em Educação Física e Desporto, Criador do "Lateral Esquerdo", tendo sido como Treinador Principal, Campeão Nacional Português (2x), vencedor da Taça de Portugal (2x), e da Supertaça de Futebol Feminino, bem como participado em 2 edições da Liga dos Campeões em três anos de futebol feminino. Treinador vencedor do Galardão de Mérito José Maria Pedroto - Treinador do ano para a ANTF (Associação Nacional de Treinadores de Futebol), e nomeado para as Quinas de Ouro (Prémio da Federação Portuguesa de Futebol), como melhor Treinador português no Futebol Feminino. Experiência como Professor de Futebol no Estádio Universitário de Lisboa, palestrante em diversas Universidades de Desporto, Cursos de Treinador e entidades creditadas pelo Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ). Autor do livro "Construir uma Equipa Campeã", e Co-autor do livro "O Efeito Lage", ambos da Editora PrimeBooks Analista de futebol no Canal 11 e no Jornal Record.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*