O campo que Danilo e Uribe encheram

Os dois médios centro do FC Porto encheram o campo e deram à equipa de Sérgio Conceição exactamente o que pretendia o seu treinador:

  • Capacidade tremenda para fechar espaços, expresso num andamento defensivo extraordinário – Em poucos instantes muitos metros percorridos e fecho da entrada da bola no espaço entre médios e defesas;
  • Nível elevadíssimo quer na antecipação quer no ganho de duelos que permitiram posteriormente mais do que recuperar a bola, sair em ataque rápido na Transição Ofensiva.

Foram dezenas de recuperações da posse, e pouquíssimo erro com bola – Secaram as entradas para criação e a criação do Benfica, e ainda alimentaram as saídas com espaço para Diaz e Marega se mostrarem.

Fecharam a estrutura azul defensivamente e ainda alimentaram ofensivamente a ideia que Sérgio levou para vencer na Luz.

5 Comentários

  1. O Sérgio Conceição é um treinador fraco, como são Keizer e Lage, nunca tivemos treinadores tão limitados nos grandes, só ganham alguma coisa porque estão nos grandes, que tem sempre os melhores jogadores.

    O Porto sente-se confortável neste jogo de transições, de dar a bola ao adversário, mas contra Gil Vicentes e Rio Aves não poderá fazer isso, terá que assumir e os problemas irão surgir na transição defensiva.

    O Benfica provavelmente será campeão, tem o plantel mais adequado para jogar com os pequenos, a não ser que os outros 2 mudem de treinador, o que até agora não me parece provavel.

    • Não subscrevo a retirada de qualidade aos treinadores em Portugal, contudo concordo que o estilo de jogo que o Porto apresentou na Luz não é o mais adequada para ganhar o campeonato, pois na maioria dos jogos os candidatos ao título terão de jogar em posse e não em transição e isso não se coaduna com o duplo pivô apresentado pelo Porto e muito menos com a grande distância que o Zé Luís e Marega tiveram face ao meio campo.

  2. Boa tarde, sendo apenas um mero espectador, sem experiencia de jogo ou treino, que quantidade destes lances, no video do post, são mérito dos defensores ou demerito dos atacantes? Parece-me que foi 50-50.

  3. Diaz é craque, está na cara.

    Mas o Uribe…Gostando-se ou não do estilo, acabou o jogo e parecia que tinha acabado de entrar para aquecer. Incrível. O homem correu como um pitbull e parece que nem transpirou. O Porto, dentro do seu modelo, escolheu muito bem!

  4. Na minha opinião o Porto forçou bem o erro do Benfica. Mas é notório pelo vídeo que muitos jogadores do Benfica estiveram bem abaixo do seu nível. Passes do Pizzi completamente errados, saídas de bola pelo meio com muita precipitação.
    Mais que a pressão, foi um jogo de muita atitude e raça do Porto em contraste com o Benfica que foi muito tenrinho.
    Este Porto com este futebol não vai ter a vida fácil contra equipas de bloco baixo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*