Ao ritmo de Pedrinho: de patinho feio a promessa evidente

O jogo frente ao Estrela foi especial por vários motivos: regresso do futebol de alto nível ao icónico Estádio José Gomes, regresso de JJ ao clube do coração, mudanças na equipa e oportunidades para muitos jogadores dos encarnados antes do jogo no Dragão. A vitória por 4-0 foi expressiva, mostrou a diferença de qualidade das equipas, e apesar do ritmo e qualidade não ter sido constante ao longo do jogo (algo normal para um onze inéditos), o melhor Benfica foi bastante promissor. Um dos jogadores em evidência nesses melhores momentos foi Pedrinho. O jovem brasileiro parece continuar a pagar o preço dos 20M que o Benfica pagou por ele, juntando às declarações algo polémicas de JJ quando ainda estava no Brasil, mas a verdade é que dentro do campo, Pedrinho tem sido muito regular, mostrando qualidade e evolução.

Na Reboleira foi mais uma vez evidente a qualidade do ex-Corinthians: qualidade técnica, atributos físicos muito interessantes e que têm melhorado (explosão, coordenação, agilidade e velocidade), mas acima de tudo um conhecimento do modelo de Jorge Jesus que não só surpreende, como eleva o jogo encarnado. Pormenores como começar em zonas interiores e abrir no corredor no timing certo, a maneira como cada vez mais se enquadra na recepção, a velocidade com que pensa o jogo, tudo isso torna-o um jogador muito apetecível, e quem sabe cada vez mais candidato a aparecer no onze encarnado mais vezes. Traz a intensidade que Rafa nem sempre tem, maior criatividade no último terço, e vai mostrando a concentração e comportamentos sem bola necessários para jogar numa equipa como o Benfica. O brasileiro esteve em todos os momentos de destaque dos encarnados, e aterrorizou a defesa do Estrela numa noite que certamente agradou ao treinador encarnado. Os melhores momentos de Pedrinho:

Os nossos Videos são criados com

Avatar
Sobre RobertPires 55 artigos
Rodrigo Carvalho. 23 anos, experiência como treinador adjunto e analista em equipas séniores em Portugal e nos Estados Unidos. Passou pela Federação de Futebol dos Estados Unidos no departamento de Formação de Treinadores. Em colaboração com a Proscout, trabalhou diretamente com equipas técnicas profissionais e produziu relatórios de jogadores. Podem seguir muito do seu trabalho em @rodrigoccc97 no Twitter.

1 Trackback / Pingback

  1. (Mais) Pressão e criatividade, novas oportunidades (Diogo e Pedrinho), a mesma finalização: | Lateral Esquerdo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*