Diário do CAN 2021, Dia 2: Grupo B

Grupo B, Jornada nº 1

A superioridade e a evidente diferença na qualidade individual dos jogadores do Senegal foram premiados pelo golo de Sadio Mane, nos instantes finais da partida, quando o árbitro do encontro assinalou uma grande penalidade em cima do último minuto de jogo, aos 90’+4’.

Apesar de assistirmos a um jogo muito morno, sem grande ação perto das balizas, a equipa do Senegal foi sempre superior ao seu adversário, com investidas mais perigosas, com Sadio Mané como principal protagonista. Uma equipa recheada de jogadores conhecidos do futebol europeu, com representações em grandes clubes como Liverpool, Bayern Munique, PSG, entre outros… A equipa do Senegal algo afetada pelo Covid-19, só colocou 6 suplentes no seu banco… O golo de Sadio Mane aos 90’+7’, na execução de uma grande penalidade, deu a vitória à melhor equipa, mas equipa essa que esteve abaixo daquilo que era esperado. Mamadou Loum (representou recentemente o FC Porto) e Badara (Vitória FC) não saíram do banco.

O Zimbabwe, com um espírito coletivo mais acentuado, equipa que se destaca pelo seu poderio físico, foi colmatando a diferença de qualidade individual com a sua resiliência defensiva. Foi uma equipa sempre à procura de tirar partido do contra-ataque, explorando os espaços que surgem como consequência dos ataques da equipa adversária.

Vídeo retirado do YouTube oficial da CAF

No outro jogo do grupo a Guiné Conacri venceu o Malawi, por 1-0 num jogo muito equilibrado.

Apesar do equilibrio a Guiné conseguiu um ligeiro ascendente sobre o seu adversário como já era esperado, pois partiu como favorita, foi melhor a equipa ao longo da primeira parte. Na segunda parte o Malawi conseguiu ter mais bola, mas sem conseguir grande perigo para a baliza de Aly Keita. A equipa do Malawi, condicionada pelas 4 opções que tinha disponíveis no banco, uma delas, Richard Mbulu, que teve uma passagem fugaz pela Sanjoanense, entrou na segunda parte.. Com Naby Keita como principal figura, a Guiné conseguiu chegar ao golo após uma assistência de José Kanté, com um excelente trabalho diante o defesa adversário passou para Issiaga Sylla concretizar o único golo do jogo. Além do golo, a grande oportunidade de golo pertenceu novamente à Guiné, por intermédio do Aguibou Camara, que na cara do guarda-redes, permitiu que este ficasse com o protagonismo.

O perigo criado pelo Malawi ficou visível pelo conjunto de boas defesas efetuadas pelo guarda-redes da Guiné, Aly Keita. A equipa do Malawi, condicionada pelas 4 opções que tinha disponíveis no banco, uma delas, Richard Mbulu, que teve uma passagem fugaz pela Sanjoanense, entrou na segunda parte.

Vídeo retirado do YouTube oficial da CAF

FlashScore.pt

Sobre Zidane 19 artigos
André Azevedo. Treinador de Futebol (UEFA B). Licenciado em Educação Física. Mestre em Ciências do Desporto (Especialização em Alto Rendimento). Experiência como Treinador-Adjunto e Principal de escalões de Formação, assim como Analista, Preparador Físico e Treinador-Adjunto no Futebol Sénior em contextos como CD Tondela, FC Paços de Ferreira e Seleção Nacional de Moçambique, respectivamente.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*