Aparece entre linhas, que eu encontro-te


Já perceberam que estamos a jogar de forma diferente… tinha de ser

Bruno Lage

Já antes tinhamos feito referência a um Benfica mudado (aqui) que havia crescido bastante na recepção ao Marítimo, e no Bessa resgatando novamente para a equipa Chiquinho e Taarabt com Vinícius na frente de ataque voltou a comprová-lo.


Na Liga Nacional juntar Chiquinho a Taarabt e ter um avançado eficaz nas grandes áreas adversárias poderá permitir o salto qualitativo que o Benfica procura desde o início da temporada

in Lateral Esquerdo

Havia sido referido no último jogo na Liga e vai confirmando-se a profecia, mesmo num Estádio do Bessa perante um tradicionalmente muito complicado Boavista – O Benfica está mudado e para melhor – É assim que as equipas competentes colectivamente crescem – Com o inserir dos jogadores certos nos posicionamentos certos. E se Bruno Lage desde há muito elevou para um nível muito alto o colectivo do Benfica, havia na presente época que o “casar” com as individualidades. Havia que encontrar forma de esconder a menor qualidade dos jogadores do Benfica comparativamente com outras épocas não tão anteriores aos últimos anos, e tirar rendimento de Chiquinho e Taarabt é uma obrigação.

Ligações que se criam – Descritas nas próprias redes socais
Losango em zona intermédia na saída para o ataque para permitir mais linhas de passe e maior proximidade nas ligações – já havia sido referenciado na recepção ao Portimonense (aqui)
Entrada para zonas de criação – Chiquinho baixa para interior – Mobilidade entre Gabriel e Adel – Quando o marroquino baixa para procurar os colegas entre linhas, Gabriel sobe. Losango vira triângulo entre médios – Pizzi e Cervi na linha da frente com Vinícius
Variabilidade em Construção (alternar curto com longo) – Gabriel baixa para linha dos centrais – Mantêm-se triângulo no meio – Variação do corredor para lado fraco do adversário

Pouquíssimos são os que percebem o que separa o que é performance colectiva e o que é performance individual – Por isso continuam os treinadores a ser tomados por titereiros e os jogadores por marionetas.

Bruno Lage introduziu algumas mudanças nos posicionamentos encarnados nos últimos jogos, mas sobretudo nas últimas duas partidas da liga fez coincidir os seus dois melhores jogadores – Chiquinho e Taarabt. Com eles a bola chega melhor, por eles os colegas encontram mais espaço e tempo – Com eles o Benfica melhorou. E há ainda Carlos Vinícius – Um avançado capaz de dar expressão no marcador ao que o Benfica cria, mas também de não perder cada bola que toca, mantendo fluidez ofensiva – Substancialmente diferente do que acontecia antes naquela posição.

A imagem parada faz parecer uma decisão bem fácil – Mas quantos já teriam visto e teriam habilidade e agilidade para a um toque desmanchar a pressão e servir Chiquinho? VER – ANALISAR – EXECUTAR – A marca dos melhores


Por 1€ mês pode ter acesso a conteúdos exclusivos bem como a videos de todos os jogos e jogadores do mundo – Registo na nossa página de patronos (aqui)

Paolo Maldini
Sobre Paolo Maldini 3720 artigos
Pedro Bouças - Licenciado em Educação Física e Desporto, Criador do "Lateral Esquerdo", tendo sido como Treinador Principal, Campeão Nacional Português (2x), vencedor da Taça de Portugal (2x), e da Supertaça de Futebol Feminino, bem como participado em 2 edições da Liga dos Campeões em três anos de futebol feminino. Treinador vencedor do Galardão de Mérito José Maria Pedroto - Treinador do ano para a ANTF (Associação Nacional de Treinadores de Futebol), e nomeado para as Quinas de Ouro (Prémio da Federação Portuguesa de Futebol), como melhor Treinador português no Futebol Feminino. Experiência como Professor de Futebol no Estádio Universitário de Lisboa, palestrante em diversas Universidades de Desporto, Cursos de Treinador e entidades creditadas pelo Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ). Autor do livro "Construir uma Equipa Campeã", e Co-autor do livro "O Efeito Lage", ambos da Editora PrimeBooks Analista de futebol no Canal 11 e no Jornal Record.

15 Comentários

  1. “Um avançado capaz de dar expressão no marcador ao que o Benfica cria, mas também de não perder cada bola que toca, mantendo fluidez ofensiva – Substancialmente diferente do que acontecia antes naquela posição.”
    Esta obsessão em criticar Seferovic em cada post está claramente a retirar a objectividade à vossa análise. Até ver, Vinícius tem de longe os melhores registos dentro dos avançados do Benfica, mas Seferovic não tem, nem de longe nem de perto, os piores. Começa a ser sofrível ler estas análises quando falta critério.

    • O Seferovic é semelhante a outro ex-jogador do SLB – Azar Karadas.

      Provavelmente vai seguir os mesmos passos e acabar a carreira na posicao de Central.

    • Também acho que seferovic, não seja assim tão mau como aqui o pintam. Aliás acho que dos tres pontas de lanças do Benfica, Raul de Tomás é o mais evoluído tecnicamente, e aquele que é mais jogador de bola, facilmente se percebe isso em certos detalhes, acho que tem sido mais mártir do que culpado. Mas não há dúvida que Vinicius tem correspondido, e está a aproveitar bem o jogo criado por chiquinho, pizzi e taarabt (que jogador da bola).

  2. Bom artigo, mas não concordo com a frase apenas 2 jogadores capazes de sair sob pressão. Para mim há 4,Taraabt,Chiquinho,Grimaldo e Rafa (ainda que este último saia de forma diferente).

    • Há mais jogadores com capacidade par ao fazer, não são é jogadores “afirmados”.

      O Tomas Tavares pode-o fazer, tem critério e inteligência, e pensa como um medio. Alias os seus treinadores pensam dele assim.

      O Jota.. noutra fase tb o fará.

  3. Em tudo correto, faltou apenas mencionar dois jogadores que acho que valia a pena: Cervi e Tomás Tavares, um porque acho que tem evoluído de jogo para jogo e trabalha mesmo muito defensivamente ( o Grimaldo que o diga porque até parece outro a jogar) e o outro porque está a demonstrar todo o potencial que aqui lhe foi reconhecido ( claro que é um jogador em crescimento, erra e vai errar mas faz parte do crescimento)

  4. Já agora e pergunto também aos entendidos, a manter-se este modelo e estratégia na minha opinião o Tino ou cresce muito na fase com bola ou então tem os dias contados no Benfica…

    • Mas qual dias contados??! querem jogadores formatados aos 20 anos?? tenham calma.

      Têm contrato longo, vão ganhando coisas com o tempo.. e a somar a isso um plantel tem que ter jogadores diferentes!! Se nesta fase jogas sem jogadores posicionais… noutra altura podes precusar deles, e por ai fora.

      • Ora aí está a questão, a expectativa sobre o Tino é tão grande que não é ” ter jogadores diferentes ” mas ter o jogador diferente se é que me faço entender.
        Apenas referi que neste momento com a actual estratégia e modelo ele ficará até atrás do Samaris no que pode dar ao Benfica ( surgimento de uma tentativa de construção no bloco mais recuado com variabilidade de passes entre linhas ou em profundidade). Espero que tenham razão e que venha adquirir as skills que permitam ser o “volante” para o Benfics

    • O miúdo tem 20 anos, e tem muito para aprender. Para quem quer passes a rasgar, é preciso que os companheiros dêem linhas de passe. Calma que o Tino vai ser cada vez mais completo, porque o mais importante ele tem, cérebro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*